OMEGA scan’o’vision myria

A OMEGA nos Jogos Olímpicos Rio 2016

28 de jul de 2016

Em 26 ocasiões desde 1932, a OMEGA desempenhou o prestigioso papel de Cronometrista Oficial nos Jogos Olímpicos. Não importa o ano, os Jogos Olímpicos sempre proporcionaram uma infinidade de grandes momentos na história. Agora que as atenções do mundo se voltam para o Rio de Janeiro, a marca assumirá suas funções pela 27a vez. Cercados pelas cores e pela cultura desta vibrante cidade, trabalharemos com o eterno comprometimento e paixão que caracterizam a nossa inigualável reputação.

Para a atual edição dos Jogos Olímpicos, a OMEGA envia aproximadamente 450 toneladas de equipamentos, 200 km de cabos e 480 cronometristas. Este empreendimento gigantesco mostra o esforço que a nossa marca está disposta a realizar para servir os dedicados atletas que estão competindo em uma das etapas mais decisivas de suas vidas. Obviamente, a OMEGA não dá enfoque apenas a estas poucas semanas. Ao longo de toda a nossa história como Cronometrista Oficial, também fomos pioneiros em pesquisa, desenvolvimento e domínio das tecnologias que registram cada segundo.

infographic omega

Nas piscinas, desenvolvemos muitos sistemas que tornaram as vitórias indiscutíveis. Isso inclui as famosas almofadas de toque posicionadas em ambas as extremidades da piscina, permitindo que os atletas parem o tempo com as próprias mãos. Nas pistas de atletismo, a OMEGA foi responsável pela criação dos mais famosos dispositivos utilizados na cronometragem esportiva de precisão, entre eles as câmeras de photofinish Scan’O’Vision MYRIA, os blocos de partida, a tecnologia de detecção de falsa partida e os sistemas de vídeo de alta velocidade.

Estes Jogos Olímpicos no Brasil prometem ser como nenhum outro. É a primeira vez que a América do Sul sedia o maior e mais famoso evento multiesportivo do planeta e, assim como todo mundo, estamos na expectativa de que será uma ocasião inesquecível. Para a OMEGA, ela também envolve um verdadeiro sentimento de orgulho. Nós sabemos que independente de quem subir no pódio nestes Jogos Olímpicos o fará tendo uma ideia precisa sobre seu desempenho.

Novas tecnologias de cronometragem nos Jogos Olímpicos Rio 2016:

OMEGA SCAN’O’VISION MYRIA 

Talvez o dispositivo de cronometragem esportiva mais conhecido seja a câmera photofinish, o equipamento posicionado na linha de chegada das provas de velocidade, corrida com obstáculo, entre outras. A imagem de cada corredor é capturada por este dispositivo quando ele ou ela cruza a linha de chegada e é esta informação que os juízes utilizam para determinar oficialmente o vencedor de cada corrida. A nova OMEGA Scan ‘O’ Vision MYRIA é a combinação de um detector de tempo e um cronógrafo. Suas imagens da chegada são feitas por meio de um dispositivo de captura de imagem de alta qualidade que registra 10.000 imagens digitais em uma linha vertical por segundo. A aprimorada sensibilidade à luz resulta em imagens com maior qualidade do que a das versões anteriores de câmeras photofinish. Graças ao seu tamanho compacto, a câmera leva menos tempo para ser montada e desmontada.

scan'o'vision
OMEGA SCAN’O’VISION MYRIA 

FOTOCÉLULA: A NOVA TECNOLOGIA DA OMEGA

Fotocélulas têm tido um papel importante desde 1948 quando se trata de “parar o tempo”. Elas são utilizadas para dar aos corredores e espectadores uma noção precisa a respeito do tempo do vencedor. Em competições recentes, dois pares de fotocélulas emitiam feixes de luz ao longo da linha de chegada que paravam o tempo assim que os competidor a cruzava. Em vez de duas fotocélulas, há agora quatro, todas integradas em uma unidade, e posicionadas na linha de chegada das provas de atletismo. Com quatro fotocélulas em operação, é possível detectar mais padrões corporais quando os atletas cruzam a linha de chegada, e não será mais necessário ajustar a altura das fotocélulas para a corrida com obstáculos. Isso resulta em maior precisão neste momento tão crucial.

new photocell technology
FOTOCÉLULA: A NOVA TECNOLOGIA 

PLACARES NOVOS E APRIMORADOS

Os placares de alta-resolução que serão utilizados no Rio de Janeiro foram recriados e são agora operados por um novo software que permite exibir não somente textos e informações ao vivo, mas também animações, fotos de atletas e vídeos. Utilizando efeitos modernos, nomes, resultados e bandeira da nação dos vencedores podem ser exibidos de forma bem nítida, contribuindo para o drama, animação e emoção de cada prova. Haverá consistência em todas as provas, mas os grandes momentos como os de recordes e desempenhos que podem garantir uma medalha serão destacados como nunca antes. Muito tempo foi investido testando diferentes distâncias e contrastes para garantir que a visibilidade seja de mais alto nível. É um grande avanço em comparação com os antigos placares pretos com letreiro amarelo.

scoreboard
PLACARES NOVOS E APRIMORADOS

SISTEMA DE DETECÇÃO DE FALSA PARTIDA

Os blocos de largada no atletismo foram aperfeiçoados com sensores embutidos para medir 4.000 vezes por segundo a força dos atletas contra o apoio para os pés. O sistema de detecção envia as medições para um computador no local e cria uma “força curva” para que se possa analisar visualmente a reação no caso de uma falsa largada. Tudo isto é possível graças ao novo software e à tecnologia de comunicação aprimorada entre os blocos de largada e o sistema de detecção de falsa partida.

omega false start detection system
SISTEMA DE DETECÇÃO DE FALSA PARTIDA

PLACARES DE GOLFE

Como o golfe retorna para os Jogos Olímpicos depois de mais de um século, a OMEGA introduzirá um novo placar especialmente para esta modalidade. Posicionados no chão em quatro áreas do tee, os placares virão equipados com sistemas de medição por radar. Quando um jogador der a tacada, esses sistemas coletarão informações e então exibirão para os espectadores para que possam acompanhar o que acontece. Juntamente com o nome do jogador e a pontuação atual, o placar mostrará informações como velocidade da tacada, estimativa da distância e altura da bolinha.

golf scoreboard
PLACARES DE GOLFE

SISTEMA DE ALVO NO TIRO COM ARCO

Pela primeira vez nos Jogos Olímpicos, será utilizada uma tecnologia para registrar resultados na modalidade de tiro com arco. Até hoje, a arbitragem era realizada somente pelo olho humano, utilizando um telescópio especializado. Agora, a OMEGA apresenta um novo alvo com um sistema de varredura embutido. Quando a flecha atinge o alvo, dois scanners fazem uma varredura no comprimento e na largura do objeto para calcular a distância entre a flecha e o centro. O sistema tem uma precisão de 0,2 mm, que é impossível de ser detectada pelo olho humano. Ele também é rápido, fornecendo resultados em 1 segundo a partir do momento em que o alvo é atingido.

archery targeting system
SISTEMA DE ALVO NO TIRO COM ARCO